Meu BSN

Posted in História by

Oi gente, hoje vamos falar sobre como foi minha experiência para solicitar o BSN.

Pouca gente sabe que após chegar na Holanda você precisa se registrar na prefeitura da cidade em que você está morando, e pedir o BRP (Basisregistratie Personen),  junto com ele o BSN (Burgerservicenummer) espécie de CPF holandês, você precisa dele para abrir conta no banco, alugar um apartamento, solicitar o seguro saúde, enfim para tudo que você fizer aqui.

E hoje vou contar para vocês como foi para eu pegar meu BRP/BSN.

Aqui prefeitura se chama Geemente, e a de Haarlem por sorte minha é bem perto da minha casa.

Pois bem, para pedir o BSN você não precisa agendar, basta ir ao geemente  da sua cidade com seus documentos.

Que documentos são Kely?

Fácil vejam só:

  • Certidão de nascimento traduzida e legalizada
  • Seu ID
  • o ID do seu companheiro, caso você tenha ( lógico)
  • Seu passaporte
  • Certidão de casamento ou declaração de união estável traduzida e legalizada.
  • Contrato de aluguel da casa/apartamento.

Nenhum desses documentos necessita de cópia, eles tiram lá mesmo.

O geemente em Haarlem abre as 09:00 da manhã, cheguei faltavam 10 minutos para abrir, fiquei aguardando em um ponto de ônibus que tem em frente.

Ao chegar um rapaz foi me ajudar para pegar a senha de atendimento (pois é em Holandês).

Eu fui a primeira da “fila”, e demorou cerca de 20 minutos, pois tem um formulário enorme para preencher sobre a sua vida, nada demais, perguntas básicas, nome da mão do pai, nome do companheiro, caso tenha, se tem filhos, seu endereço na Holanda, etc.

Em uma semana recebi em casa uma carta com meu número BSN.

Ah, caso você ainda não tenha um endereço fixo, pode solicitar o BSN provisório, esse vale apenas 3 meses, e vai lhe ajudar a conseguir um contrato de aluguel e talvez a conta no banco que você precisa, mas não esquece de quando tiver seu cantinho fixo se inscrever na prefeitura tá?

Beijos!

10 de novembro de 2016
Previous Post Next Post

2 Comments

  • Reply Mundo por Kely - Cheguei na Holanda – O que fazer?

    […] Meu BSN […]

    14 de agosto de 2017 at 11:10
  • Reply Mundo por Kely - A conquista do visto holandês – Fase 1 e Fase 2

    […] Meu BSN […]

    1 de julho de 2017 at 06:07
  • Leave a Reply

    Você também pode gostar